Arquivo | especiais RSS feed for this section

As grandes estrelas do cinema nas maiores revistas de moda

10 dez

A moda é um elemento muito importante para a formação da identidade de uma pessoa. E foi pensando nisso que, já há muito tempo, revistas de moda empregam em seus editorias estrelas do cinema, que são figuras muito mais “próximas” da gente do que as modelos.

Por termos contato com essas estrelas pelas telonas, o grau de identidade é muito grande, já que, muitas cezes, queremos ser como elas, nos vestir como elas! A aliança entre estrelas de cinema e a moda tem dado muito certo.

E já que o ano está acabando,  o Estilo em Claquete resolveu relembrar alguns dos editorias de moda, com estrelas do cinema, que estamparam as páginas das revistas em 2010.

__________________________________________________________

Estrela de grandes filmes e casada com o também ator Brad Pitt, Angelina Jolie é a capa da edição de dezembro da Vogue americana. Na revista, ela fala  da experiência de ser mãe de seis filhos e revela curiosidades sobre a vida familiar, além de ostentar looks exuberantes.

A atriz Emma Watson, a bruxinha Hermione da saga de filmes Harry Potter, demonstrou autenticidade na revista Vanity Fair, de junho passado. A atriz arrasou no editorial, mostrou um lado mais sexy, mas sem deixar de lado a inspiração romântica dos looks com babados e nos tons rosa nude.

Desde que protagonizou o filme O Diabo Veste Prada, interpretando a jornalista Andrea, Anne Hathaway foi convidada para fotografar para diversas revistas de moda. A atriz americana é a capa da versão britânica da revista Elle de dezembro.  Coberta de joias, com coques finíssimos e longos mais chiques ainda, Anne Hathaway também fez um ensaio para a edição de novembro da Vogue americana. Um dos vestidos eleitos pela atriz foi assinado por Oscar de la Renta.

Em julho, a francesa Marion Cotillard foi fotografada por Mário Testino no sul da França. O editorial era parte da revista Vogue americana e a atriz vestiu grifes renomadas, como Dolce & Gabanna, Louis Vuitton e Stella McCartney.

A atriz Gabourey Sidibe, indicada ao Oscar pelo filme “ Preciosa”, estampa a capa da edição de outubro da revista Elle. A revista comemora 25 anos publicando quatro capas diferentes com estrelas de Hollywood em torno dos 25 anos. Além de Gabourey, Lauren Conrad, Megan Fox e Amanda Seyfried também posaram para a capa comemorativa.

Anúncios

TOP 10 do horror!

13 nov

Ainda no clima do Dia das Bruxas, o Estilo em Claquete elegeu seu TOP 10 dos filmes de terror. Confira!

10- Os Outros

O longa é de Alejandro Amenábar. Nicole Kidman interpreta Grace, mãe de duas crianças que têm uma rara doença que os impede de sair à luz do sol. Grace se muda com os filhos para uma mansão isolada esperando que seu marido retorne da guerra, mas coisas estranhas começam a acontecer e eles descobrem que não estão sozinhos. Apesar de se qualificar mais como um suspense, Os Outros deixa você em constante apreensão. O cenário, sempre escuro, causa a estranha sensação de que alguém está prestes a aparecer.

9- Atividade Paranormal

O terror independente lançado em 2009 foi dirigido por Oren Peli. Katie Featherston e Micah Sloat interpretam um casal de namorados que dividem um apartamento em San Diego, Estados Unidos. Porém, uma presença assustadora persegue Katie e promete acabar com a paz do casal. Para descobrir o que pode estar incomodando a namorada, Micah instala uma câmera portátil no quarto e descobre fenômenos sobrenaturais que acontecem durante a noite.

8- Sexto Sentido

O longa, lançado em 1999, conta a história do psicólogo infantil Malcolm, interpretado por Bruce Willis, responsável pelo caso de Cole, papel de Haley Joel Osment. O menino de oito anos vive paralisado por um medo que intriga sua mãe. Mal sabe ela que seu filho possui um dom diferente e muito assustador: o de ver gente morta. A direção fica por conta de M. Night Shyamalan.

7- Psicose

O filme de 1960, de Alfred Hitchcock, ainda se mantém atual quando o assunto é causar calafrios. Janet Leigh interpreta a secretária Marion, que foge após dar um desfalque na imobiliária. Ao anoitecer, Marion resolve se hospedar no hotel Bates, onde é recebida por Norman, um tímido rapaz dominado por sua mãe. Durante a noite, em uma das cenas mais memoráveis da história, Marion é assassinada a facadas durante o banho.

6- Ring: O Chamado

O filme japonês de 1998 teve uma versão produzida nos Estados Unidos (somente O Chamado) que ficou mais famosa, embora menos assustadora. A repórter Reiko Asakawa, interpretada por Nanako Matsushima, ouve rumores sobre um vídeo que mata quem o vê uma semana após assisti-lo e resolve investigar. No início ela não dá muita importância, mas algumas descobertas fazem com que Reiko mude de opinião. E quando seu filho assiste ao conteúdo do vídeo, a repórter se lança em uma corrida contra o tempo para combater a sinistra maldição.

5- Poltergeist

O filme de Tobe Hooper foi lançado em 1982 e conta a história da família Freeling, que não sabe que a casa onde habitam esconde um terrível segredo. Até que a pequena Carol Anne, interpretada por Heather O’Rourke, começa a se comunicar com algo que ninguém mais pode ver. Quando Carol Anne desaparece, os Freeling procuram uma equipe de parapsicólogos, dispostos a enfrentar os espíritos furiosos que os assombram para recuperar a menina.

4- O amigo Oculto

O longa de John Polnson conta a história do viúvo David, interpretado por Robert De Niro, e sua filha Emily, papel de Dakota Fanning. A menina de nove anos, ainda atordoada pela perda da mãe, cria um amigo imaginário chamado Charlie. No início, as brincadeiras de esconde-esconde com Charlie parecem ser inofensivas, mas aos poucos o amigo oculto se revela alguém malvado e vingativo.

3- O Iluminado

O clássico de 1980, dirigido por Stanley Kubrick, recebe nossa medalha de bronze. O longa mostra uma família isolada em um hotel, em que a contínua solidão começa a causar problemas mentais no pai, Jack Torrance, interpretado por Jack Nicholson, e ele se torna cada vez mais agressivo e perigoso. Danny Lloyd faz o papel do pequeno Danny, filho de Jack, chamado de “iluminado” por ser capaz de prever e rever acontecimentos envolvendo macabros assassinatos no hotel.

2- Contatos de Quarto Grau

Em segundo lugar está o terror estilo ficção científica de 2009, dirigido por Olatunde Onsusanmi. O filme fala sobre a pesquisa da psicóloga Abigail, interpretada por Milla Jovovich, envolvendo estranhos acontecimentos em uma cidade do Alasca. Apresentado em forma de documentário, comenta os quatro tipos de contatos com seres extraterrestres. O de quarto grau, a abdução, é o mais perturbador.

1- O Exorcista

Eis o campeão do horror. Tendo várias versões filmadas, desde 1973 (na versão de William Friedkin) a história da menina Regan, possuída por um demônio, assombra pessoas em todo o mundo. Após chocantes mudanças em seu comportamento, Regan começa a se transformar em um ser terrível. Desesperada, sua mãe não vê alternativa a não ser procurar um exorcista.

O top 10 de filmes de terror promete muitos sustos. Confira algumas das nossas dicas!

Falta criatividade em Hollywood?

17 out

Se você gosta de cinema, com certeza já assistiu Guerra dos Mundos, o clássico King Kong, ou a comédia Doutor Dolittle. Mas você sabia que esses filmes são remakes de outros longas?

Remake é a regravação de algo que já foi feito antes. Normalmente, são feitos remakes de filmes que fizeram muito sucesso no passado e que estão precisando passar por uma reciclagem de efeitos ou no roteiro.

O que difere um filme original de um filme remake é, principalmente, o visual da gravação, já que os aparatos tecnológicos de hoje em dia permitem uma maior qualidade na imagem e nos efeitos especiais dos longas.

Entretanto, existem algumas reservas em relação a essas refilmagens. Críticos afirmam que alguns remakes não são feitos para aprimorar a qualidade ou corrigir um problema do original, mas são produzidos no intuito de recomeçar o ciclo de comercialização financeira do produto.

O designer Fernando Cordeiro, criador do site de cinema Pipoca Atômica, acredita que exista um abuso sobre os remakes e deu como exemplo Karate Kid, lançado esse ano. “O filme abusou um pouco dessa licença do remake de fazer alterações no roteiro, e o que o Jackie Chan ensina como Mestre Miagui para o garoto é Kung Fu, não Karatê. O filme acabou saindo com o nome de Karate Kid pra pegar carona com o sucesso do filme antigo.”, disse Fernando.

Alguns remakes mais recentes, lançados esse ano, são Fúria de Titãs, baseado no original de 1981, A Hora do Pesadelo, que trouxe o Freddy Krueger de 1984 para o século XXI e, claro, Karate Kid, que reconfigurou a versão de 1984.

Ultimamente, a década de 80 tem sido alvo dos produtores de remakes. Os anos 80 tiveram grande apelo cinematográfico, pois durante esse período os filmes produzidos foram marcantes. “Na década de 80, os caras faziam umas coisas meio doidas e algumas acabaram pegando. Hoje em dia tem essa modinha do politicamente correto, então a galera acaba não arriscando muito. E esses filmes acabaram ficando famosos na época justamente por causa da ousadia deles.”, comentou Fernando.

Mas os especialistas em cinema garantem que o que está perfeito não deve ser mudado e que a falta de criatividade faz com que Hollywood lance mão de artifícios como os remakes para ganhar dinheiro fácil. “Tem alguns remakes que são clássicos, é difícil para alguém por a mão. No caso do Piscose, do Hitchcock, é difícil colocar a mão em algo que já faz parte da cultura pop. Imagina fazer um remake de Matrix, Harry Potter, O Senhor dos Anéis, De Volta Ao Futuro!”, argumentou Fernando.

Exemplos de falta de criatividade ou não, os remakes continuam atraindo legiões aos cinemas de todo o mundo, e rendendo milhões para seus realizadores.

O Estilo em Claquete separou algumas refilmagens famosas. Confira!

_____________________________________________________________

Alguns remakes são clássicos, como Piscose, um dos melhores filmes de suspense de Alfred Hitchcock. O original foi filmado em 1960 e o remake, em 1998.

_____________________________________________________________

Provavelmente você conhece o Danny Ocean, de Onze Homens e um Segredo, na pele de George Clooney, mas esse filme lançado em 2005 trata-se de um remake. O original, gravado em 1960, trazia Frank Sinatra no papel principal.

_____________________________________________________________

O diretor Tim Burton pode ser classificado como especialista em remakes. Ele regravou Planeta dos Macacos, em 2001, baseado no longa de 1968, e também  A Fantástica Fábrica de Chocolate, original de 1971 e com refilmagem em 2005.

Programa 14/10

16 out

Quer ouvir o Estilo em Claquete do dia 14 de outubro na íntegra? É só clicar aqui.

Nessa edição: o Estilo em Claquete dá um giro na cultura urbana e fala tudo sobre a tendência dos “sneakers”. Você é fã de Johnny Depp? Então, ouça nossos comentários sobre o estilo do ator! Temos também um especial sobre Remakes, dos melhores aos piores filmes. Confira ainda as coberturas dos últimos eventos de moda de Bauru, as principais notícias da semana e estréias de cinema, além de ouvir uma boa música no quadro “trilha sonora”. Imperdível, hein? =]

PERFIL FASHION: JOHNNY DEPP

16 out

John Christopher Depp II nasceu no dia 9 de junho de 1963, em Kentucky, nos Estados Unidos. Filho de pais separados, ele se mudou para a Flórida ainda jovem e detestava freqüentar a escola. Foi só mais tarde,  já na fase adulta, que as coisas mudaram. Johnny Depp conheceu o ator Nicolas Cage, que lhe conseguiu um teste em Hollywood.

O primeiro papel no cinema foi no clássico do terror A Hora do Pesadelo, de 1984, em que enfrentava o temido Freddie Krueger. Daquela época até hoje, Johnny Depp consagrou uma extensa filmografia, marcada por personagens excêntricos.

Pra quem cresceu na década de 90, Edward, Mãos de Tesoura é um exemplo básico (da Sessão da Tarde!). O filme, de 1990, marcava o início de uma das parcerias mais bem sucedidas do cinema, junto ao diretor Tim Burton, com quem trabalhou outras seis vezes.

E não são apenas os personagens de Johnny Depp que inspiram gerações. Mais do que isso, o ator é uma referência de moda.

*

Johnny Depp faz o estilo grunge, também conhecido como “mendigo chique”. Quem vê o ator desfilar jeans surrado e barba por fazer pode até pensar que ele seja meio desleixado. Entretanto, são os acessórios, cuidadosamente escolhidos, que garantem a Johnny Depp o status de ícone fashion.

Foto: Fashionismo

Chapéus, óculos de lentes azuis coloridas, muitas correntes, pulseiras e munhequeiras dão um toque especial aos looks do ator, que costumeiramente é flagrado vestindo coletinhos, camisas xadrez e blusas listradas. Johnny Depp gosta de misturar estilos diferentes – quase sempre com um ar meio hip hop -, fazendo com que seu visual atraia muitos olhares curiosos e, até mesmo, cheios de inspiração.

O astro, aliás, não faz o tipo que gasta uma fortuna em lojas de roupas e, por isso, conquista tantos adeptos a seu estilo. O estudante de psicologia, Hudson Cheque Leite, é daqueles que estão sempre atentos às tendências fashion e considera Johnny Depp seu maior ícone de moda. “Muitas celebridades se vestem bem, mas é fácil se vestir bem usando Armani, Dolce&Gabbana, etc. Johnny Depp consegue ter estilo vestindo roupas que qualquer um tem no guarda-roupa”, justifica. “Uma vez, vi uma foto em que ele estava usando um cachecol listrado. Mandei fazer um igual pra mim.”

Foto: Blog Amaury Junior

E se quase todo “mero mortal” acredita que o inverno seja a época mais elegante do ano, é nessa estação que  Johnny Depp esbanja ainda mais estilo. Para acompanhar o inseparável cachecol, ele usa casacos e trench coats sóbrios – que contrastam com a calça jeans rasgada (que ele adora!). Na cabeça, chapéu ou touca de lã.

Foto: Abril

Inverno ou verão, Johnny Depp é sempre uma referência de estilo!

 

> Quer ouvir essa matéria? Clique aqui.


Programa 16/9

19 set

Você já pode ouvir/baixar a edição do dia 16 de setembro do Estilo em Claquete! =]

Nessa edição: tudo sobre os esmaltes, a febre da estação. As últimas tendências em cortes e cores de cabelo. New York Fashion Week e a moda para as mais cheinhas. Os grandes vencedores do Festival de Veneza. Nossos quadros cinematográficos: Trilha Sonora, Estréias e Videoteca. Além da matéria especial sobre o “Cinema da Moda”. Vale a pena ouvir!

Estilo em Claquete renovado…

19 set

Olá, domingueiros! =] Já fazia tempo que o blog do Estilo em Claquete estava com aquela cara de “O Diabo Veste Prada”, né? Pois bem, decidimos renovar o “visual”!

E a inspiração dessa mudança é o filme O Acossado (À bout de souffle), de 1959. O longa foi dirigido pelo diretor francês Jean-Luc Godard, um dos nomes mais importante da nouvelle vague – movimento entre jovens cineastas franceses que queriam revolucionar o cinema da época (1958).

O Acossado é a história de amor entre  um criminoso e uma aspirante à jornalista (vejam só!). No filme, a protagonista Patrícia Franchini – interpretada pela atriz Jean Seberg – já usava o cabelo curtinho. O “boy hair” virou uma febre na época – e tem feito a cabeça  das atrizes, recentemente!

______________________________________________________

FICHA TÉCNICA

Título original: À bout de souffle

Gênereo: Policial

Ano de lançamento: 1959

Duração: 86 minutos

Diretor: Jean-Luc Godard

Sinopse: Após roubar um carro em Marselha, Michel Poiccard (Jean-Paul Belmondo) ruma para Paris. No caminho mata um policial, que tentou prendê-lo por excesso de velocidade, e em Paris persuade a relutante Patricia Franchisi (Jean Seberg), uma estudante americana com quem se envolveu, para escondê-lo até receber o dinheiro que lhe devem. Michel promete a Patricia que irão juntos para a Itália, no entanto o crime de Michel está nos jornais e agora não há opção. Ele fica escondido no apartamento de Patricia, onde conversam, namoram, ele fala sobre a morte e ela diz que quer ficar grávida dele. Ele perde a consciência da situação na qual se encontra e anda pela cidade cometendo pequenos delitos, mas quando é visto por um informante começa o final da sua trágica perseguição.

Quer ver o trailer?

por Gaby Pagano